Lúcifer e Seus Subordinados

Por que o nome Lúcifer, que significa portador da luz, é conhecido pelo seu poder satânico? Onde está a sua origem nas escrituras?

O Guia: O nome Lúcifer não foi dado a esse espírito depois que ele se tornou o que você chama de Satanás. Esse era o nome dele quando foi criado como um espírito de luz. E como você sabe, Lúcifer veio depois de Cristo. Ele era um espírito maravilhoso e belo, o portador da luz. Esse nome é originado a partir desse momento. Onde você pode encontrá-lo nas Escrituras é uma questão que não tenho o direito de responder, porque, como você sabe, um espírito não tem o direito de responder perguntas que você poderia descobrir por seus próprios esforços.

Em Isaías, é dito que Deus criou o bem e o mal. Deus criou as forças do mal e os poderes lucifericos também?

O Guia: Esse é um grande erro e você vai compreender isso imediatamente quando eu te lembrar da Palestra # 21 (A Queda), onde explico como se deu esse erro. Você se lembrará do esclarecimento em que Deus criou o poder que foi dado a cada um dos espíritos criados por Ele. Este poder pode ser usado de qualquer forma, dependendo do livre arbítrio individual de cada espírito.

Isso explica porque ou como esse erro aconteceu. Portanto, é tecnicamente correto dizer que Deus criou o mal,; apesar de que o mais correto seria dizer que Deus criou a possibilidade do mal a partir do momento que cada um, com seu livre arbítrio, utilize o poder a que tem direito contra a lei divina.

As almas que se encontram nas esferas inferiores devem sofrer muito. Mas como é que Lúcifer, o pior de todos os espíritos maus, não parece sofrer. É justo?

O Guia: Vocês, seres humanos, pensam sempre que não existe nada pior que a dor. Mas existe algo pior, que é a etapa antes de que uma alma seja capaz de sentir dor. Quando se sente dor, já se está um passo mais perto de Deus. Gostaria de explicar isto, para que vocês possam sentir a grandeza da Criação e ver como as forças sombrias acabam favorecendo a Deus.

Vou dar um exemplo: Lúcifer tem seus lacaios e no seu reino também existe hierarquia e seres com maior ou menor poder. Se um lacaio poderoso não consegue realizar uma tarefa que lhe foi atribuída—talvez impedir um ser humano de seguir seu caminho para Deus, dado que o ser humano usou seu livre arbítrio para resistir às tentações—ele irá perder cada vez mais poder, até ser torturado por seus parceiros espíritos do mal.

E quem estiver sofrendo uma dor extrema precisa aproximar-se de Deus, porque é então que esta necessidade de Deus aumenta. Assim, quanto mais “baixo” ele descer nas esferas sombrias, mais “alto” ele na realidade se estará elevando. Quanto mais longe ele estiver da dor, maior a desarmonia interior; e Lúcifer está na maior desarmonia. Quanto maior a desarmonia, mais as correntes internas precisarão harmonizar-se.

Isto continua até que este ser atinja o ponto onde ele consegue aumentar sua harmonia interna mesmo sem dor. Mais tarde, a superação de diversas resistências substituirá a dor, até que finalmente nem mesmo a luta contra a resistência será necessária.

Todos vocês podem ter uma idéia deste processo se lembrarem de como vocês chegam mais perto da harmonia interna quando sentem claramente uma dor, do que quando não estão sentindo realmente dor, mas estão chateados, revoltados e divididos em várias direções, possuídos por sentimentos muito desarmoniosos. Portanto, quanto mais as leis de Deus ampliam sua influência, menos lacaios Lúcifer finalmente terá.

Próximo tópico

Retornar Para o Indice

Leia as Palestras do Guia do Pathwork em Português
Leia as Palestras do Guia do Pathwork em Português
Leia todas as P&Rs em Inglês no site The Guide Speaks