O Resgate

A Missão que Abriu as Portas do Retorno Para Casa

Muitos de nós tiveram experiências que envolveram alguma igreja que nos levou a rejeitar qualquer coisa parecida com religião. Porque estamos tão desconectados, nos afastamos da possibilidade de ouvir qualquer perspectiva que ofereça uma visão diferente das coisas.

Se este for o seu caso, considere a possibilidade de que haja outra maneira de ver Cristo sob uma nova luz. O convite é para que você se abra e leia com olhos de ver.

 

O Acordo Com o Diabo

  • Cristo estava ciente do que estava acontecendo com os anjos decaídos, ou seja, que apesar de estarmos trabalhando para ascender, estávamos presos sob o domínio de Lúcifer e, portanto, não tínhamos mais o livre-arbítrio para regressar a Deus.
  • Seja lá qual for a maneira com que aconteça a comunicação entre os seres espirituais, o fato é que Cristo visitou Satanás e intercedeu por nós. Pediu a Lúcifer que libertasse todos que quisessem voltar à luz e trabalhavam por isso. Satanás recusou o pedido.
  • Assim como Deus respeitava o livre-arbítrio de todos os seres criados, era extremamente importante que até o livre-arbítrio de Satanás fosse mantido, de modo que um dia ele também pudesse se reunir a Deus por escolha. Ninguém é expulso para sempre; há muito tempo que todos nós fomos perdoados por nossas falhas.
  • Assim, Cristo perguntou a Satanás o que era preciso para que ele permitisse o retorno ao céu dos espíritos ascendentes e, também, para que voltasse a obedecer às leis espirituais de Deus.
    • Satanás concordou que, se um ser espiritual—qualquer ser espiritual—reencarnasse na Terra e pudesse suportar todas as tentações de Satanás e, ainda assim, permanecesse fiel e obediente a Deus, então Satanás concordaria em travar uma guerra com as forças da luz. E se as forças da luz vencessem essa guerra, Satanás concordaria em obedecer às leis de Deus. Através deste acordo, o livre-arbítrio de Satanás foi preservado.
      • Cristo se ofereceu para a tarefa já que Satanás tinha muitos ciúmes Dele .
        • Parte do acordo foi que, quem quer que assumisse a tarefa não poderia ter ajuda e apoio do Mundo Espiritual (como todos os seres humanos têm por meio de mentores espirituais), durante o auge dos esforços de Satanás para tentá-lo.
          • Nenhum outro ser humano teve que suportar toda a extensão do poder de Satanás como Cristo suportou e, ainda por cima, sem ajuda e orientação dos espíritos de luz nos tempos mais difíceis.
          • E no final, mesmo depois de ter sido tentado, atormentado e crucificado, Jesus Cristo permaneceu fiel a Deus, seu Pai no céu.
      • Depois da morte de Jesus, espíritos treinados do mundo de Deus acompanharam o Cristo nas profundezas do inferno e uma guerra foi travada com os exércitos de Lúcifer. Mas o Cristo e seus exércitos venceram.
        • Assim, foi declarado o Julgamento Final que afirma que aqui na Terra, para todo o sempre, existe um limite para as ações do mal e para o quanto Satanás pode tentar os humanos.
          • Por exemplo, só podemos ser tentados por Satanás na medida em que decidimos manter uma falha. Então, uma vez que fizermos o trabalho de encontrar e nos libertarmos de nossos defeitos, Satanás não poderá mais chegar até nós através dessa área.
          • Ao longo do caminho, enquanto realizamos nosso trabalho, somos testados para assegurar que estamos aprendendo nossas lições. Durante os períodos de testes, nossos guias do mundo espiritual devem recuar para nos dar a oportunidade de exercer nosso livre-arbítrio e fazer a escolha certa.

 

Ascensão

  • Este é o resumo dos eventos que ocorreram, contados na forma de uma fábula para facilitar o entendimento, e que abriu as portas do estado de consciência conhecido como céu a qualquer anjo caído que queira se submeter ao árduo trabalho de cura e retornar à casa do Pai.
    • Saiba que existe verdade suficiente em cada uma das principais religiões do mundo que permite que a pessoa que segue seus ensinamentos possa se curar e ascender.
      • Todas as religiões também contêm distorções. De fato, uma vez que esta é uma dimensão imperfeita e a dualidade do bem e do mal existe em todos os seres humanos, as pessoas que percorrem qualquer caminho espiritual trarão distorções à maneira como elas caminham por esse caminho. Tal é a realidade deste mundo.
      • Não é necessário que alguém acredite em Jesus como sendo o Cristo, o Filho de Deus, para atingir o estado de consciência que chamamos de céu. Dito isto, a verdade é que à medida que nos libertamos das inverdade onde quer que ela viva dentro de nós, estaremos abertos cada vez mais para sabermos a verdade sobre tudo. E inevitávelmente, ao conhecermos a verdade, saberemos que Jesus é o Cristo. Enquanto isso não acontece, não é necessário que acreditemos nisso ou em qualquer outra coisa. Nós só precisamos fazer o nosso trabalho de cura.
        • Deus nos pede somente que tenhamos gratidão ao Cristo pelo que Ele fez por todos nós.

 

O Que Há Na Bíblia

  • A Bíblia é um livro escrito com significados em diferentes níveis. O conhecimento nos níveis mais profundos nos são ocultos até que façamos nosso trabalho pessoal de descobrir a verdade de quem somos. Só então, esse conhecimento revelará a vasta riqueza que existe interiormente. Até lá, só poderemos entender a Bíblia nas camadas mais superficiais, onde, muitas vezes, não faz o menor sentido. E isso aconteceu de maneira intencional.
    • Nas primeiras versões da Bíblia, existia o conceito de reencarnação. Pois, de fato, não é possível que um espírito decaído resolva todas as suas distorções internas em apenas uma visita à Terra. Devemos vir aqui muitas e muitas vezes, cada encarnação com um plano, ou tarefa, para curar um aspecto específico de nós mesmos.
      • Quando nos desviamos do nosso propósito, nossa alma sente a angústia de estar percorrendo um caminho que vai contra o nosso desejo inato de cura. Não diferentemente do corpo humano, que começa a se curar imediatamente ao ser ferido e constantemente trabalha para continuar se curando, assim nossas almas também nos movem na direção da cura. Quando fazemos escolhas que seguem numa direção diferente, sentimos o efeito desagradável para que possamos fazer uma escolha melhor. Este é um exemplo do modo amoroso com que as leis de Deus foram criadas.
    • A reencarnação foi removida da Bíblia pelos líderes da igreja primitiva por medo de que esse conhecimento pudesse nos levar à preguiça e à indiferença, adiando nosso esforço pela cura e transformação, uma vez que podemos pensar errôneamente que temos todo o tempo do mundo.
      • O resultado dessa decisão bem intencionada teve consequências ainda mais terríveis. Isso nos levou a incompreensão do Plano de Salvação que foi ensinado nos primeiros anos do cristianismo e também levou muitos a acreditar que a simples crença em Jesus Cristo é o suficiente para nos ascender ao céu. Ao acreditar que devemos apenas suportar uma única vida, deixamos de trabalhar incansavelmente em direção à salvação, cujo verdadeiro significado é que, depois da vinda do Cristo à Terra, nós temos a chance real de trabalharmos para nos libertar de nossas distorções e ascendermos, e não a crença de que alguém fez este trabalho por nós.

 

Compreendendo os Ensinamentos | O Trabalho de CuraA Prequela • O Resgate

Os ensinamentos do Guia do Pathwork e o trabalho da Phoenesse têm a missão específica de levar esta mensagem à consciência das pessoas, esclarecer o motivo de nossa existência e o que devemos fazer para chegar a um acordo com a dualidade.

De maneira resumida, precisamos trabalhar para abraçar as duas metades de qualquer questão e, desse modo, encontrar nosso caminho de volta à totalidade e à unidade. Devemos também trabalhar para transformar a negatividade que nos habita, em vez de protestar contra um mundo injusto e permanecer preso à cegueira.

Ao sermos aplicados em nossos esforços para nos purificar, temos a oportunidade de afetar positivamente todos aqueles que nos cercam. Que possamos nos esforçar para caminhar sem medo por qualquer caminho que nos leve ao encontro dos nossos eus mais profundos e verdadeiros, enquanto avançamos para a casa do Pai.

—Jill Loree
Tradução: Patrícia Paula

Leia os Perguntas e Respostas sobre o trabalho de cura, a prequela e o resgate.
Leia as P&Rs
Leia os Livros sobre o trabalho de cura, a prequela e o resgate.
Leia os Livros